NOTA DE SOLIDARIEDADE A PROFESSORA PATRÍCIA ANDRADE (IFPI), CONTRA A PERSEGUIÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Em tempos onde a classe trabalhadora necessita está organizada para enfrentar os ataques promovidos incessantemente pelo anti-governo Bolsonaro e seus anti-ministérios é preciso ter coragem contra a covardia.

A professora Patrícia Andrade, docente do Instituto Federal do Piauí (IFPI) está sendo perseguida pelo grupamento ESCOLA SEM PARTIDO, que preparou um vídeo e utilizando o Twitter marcou o anti-ministro da Educação Abraham Weintraub, sugerindo que o mesmo abra uma “sindicância” contra a docente.

A Unidade Classista, corrente sindical ligada organicamente ao Partido Comunista Brasileiro, vem a público manifestar total solidariedade a professora Patrícia Andrade e aos demais docentes que estão sofrendo esse tipo de perseguição política.

Repudiamos essa prática que resulta em um macarthismo, que persegue, isola e tenta destruir os trabalhadores que tem o livre direito de se manifestarem e que lutam pela educação pública e de qualidade.

Toda solidariedade a Patrícia Andrade!

Abaixo qualquer tentativa de censura ou perseguição contra a classe trabalhadora!

Não a lei da mordaça!

UNIDADE CLASSISTA!
FUTURO SOCIALISTA!

NOTA DE SOLIDARIEDADE A PROFESSORA PATRÍCIA ANDRADE (IFPI), CONTRA A PERSEGUIÇÃO DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO