SOLIDARIEDADE DE CLASSE, TODO APOIO A GREVE DOS TRABALHADORES DA GM NOS EUA

No último domingo (15/09) os 49 mil trabalhadores da General Motors (GM)  em todo os EUA, decidiram acompanhar a orientação do sindicato United Auto Workers (UAW) e deflagraram greve.

Segundo o vice-presidente do UAW, Terry Dittes: “Enquanto lutamos por melhores salários, assistência médica de qualidade a preços acessíveis e segurança no emprego, a GM se recusa a colocar os trabalhadores árduos à frente de seus lucros recordes”, afirmou o vice-presidente do sindicato.”

O sindicato reivindica que seja incluído na pauta o reajuste salarial, plano de saúde acessível, participação nos lucros, segurança no trabalho, uma definição política atender aos trabalhadores no nível de senioridade dos temporários.

A Unidade Classista estende a sua solidariedade a luta e resistência dos trabalhadores da GM nos EUA e no mundo. É essencial que os trabalhadores estejam organizados contra a retirada de direitos e pela construção de uma alternativa e enfrentamento ao capitalismo.

SOLIDARIEDADE DE CLASSE, TODO APOIO A GREVE DOS TRABALHADORES DA GM NOS EUA
Classificado como: