Fórum encaminha mobilização contra a Reforma da Previdência e em defesa da educação no RS

Em reunião ocorrida na última sexta-feira (26), com a participação de 16 entidades, o Fórum pelos Direitos e Liberdades Democráticas do Rio Grande do Sul (RS) articulou atividades para o Dia de Luta contra Reforma da Previdência nos Estados, que acontece em 6 de agosto. Além disso, encaminhou ações para a mobilização no dia 13 de agosto, data que está sendo convocada como uma nova Greve Nacional da Educação.

“Nesse período de tantos ataques aos direitos é fundamental construir todas as agendas de luta que se contraponham à política do governo Bolsonaro e do Eduardo Leite, pois são governos que só implementaram medidas prejudiciais aos trabalhadores e trabalhadoras, só atendem aos interesses dos lucros dos empresários”, avalia o diretor da ADUFPel-SSind Giovanni Frizzo, que participou da reunião do Fórum.


Dia de Luta nos Estados

A Contrarreforma da Previdência do governo Bolsonaro passou pelo primeiro turno de votação na Câmara de Deputados no dia 12 de julho e deve seguir para apreciação, em segundo turno, no dia 6 de agosto. Em enfrentamento a esse projeto, que atingirá a aposentadoria de todos/as trabalhadores/as caso aprovado, a data está sendo chamada como Dia de Luta nos Estados.

No dia 5 de agosto, um dia antes da nova votação, a mobilização no RS será às 19h no Aeroporto Salgado Filho, de onde partem os deputados federais gaúchos para a capital federal. A ideia do ato é pressionar para que votem contrariamente à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, da Reforma da Previdência. Na votação do primeiro turno, 22 deputados naturais do RS votaram a favor à proposta e nove contra.

Apontado pelas centrais sindicais, o dia pretende pressionar deputados e deputadas pela rejeição à PEC 6/2019. No primeiro turno, foram 379 parlamentares favoráveis e 131 contrários. Para que a PEC avance ao plenário do Senado, é necessário a votação favorável de 308 deputados no segundo turno da Câmara.

Confira o informativo especial da CSP-Conlutas sobre a mobilização e sobre a PEC 6/2019 aqui. 

Greve Nacional da Educação

Em relação à Greve Nacional da Educação, convocada para o dia 13 de agosto, a reunião do Fórum indicou a preparação de atos em todo o estado. Em Porto Alegre, a manifestação será às 16h, com concentração em frente ao Palácio do Piratini, caminhada até a Esquina Democrática e encerramento na Faculdade de Educação da UFRGS. O Fórum também irá preparar um panfleto para mobilizar a população para o dia, que tem como foco a contrariedade aos ataques à educação, bem como à PEC 6/2019.

“Os dias 6 e 13 de agosto demonstrarão, mais uma vez, a indignação da população em relação aos governos que só prejudicam a vida do povo trabalhador no Brasil e no Rio Grande do Sul”, pontua Frizzo.


O Fórum

O Fórum pelos Direitos e Liberdades Democráticas do Rio Grande do Sul reúne movimentos e entidades sindicais e políticas, no intuito de fortalecer o combate aos retrocessos e lutar pelos direitos sociais. Nacionalmente, foi lançado em fevereiro (confira aqui o manifesto). No RS, o lançamento ocorreu no Dia do Trabalhador/a, 1º de maio, com os seguintes eixos:

 – Defesa dos direitos trabalhistas e contra o fim do Ministério do Trabalho

– Defesa da Previdência Pública e universal. Contra a Reforma da Previdência!

– Defesa da Educação e da Saúde Públicas, gratuitas e de qualidade

– Defesa da política de igualdade racial, de gênero e respeito às diversidades sexuais

– Defesa das Liberdades Democráticas

– Defesa de Reforma Urbana e Agrária

– Contra a criminalização dos movimentos sociais

– Pela revogação da EC/95

– Em defesa do emprego, salário e moradia

– Em defesa do setor público estatal e contra as privatizações

– Pela Liberdade de ensinar e de aprender, em defesa da autonomia das instituições de ensino públicas.

Na última reunião, participaram quatro seções sindicais do ANDES-SN no RS (ADUFPel-SSind, Aprofurg, SindoIF e Sesunipampa), além de outras entidades sindicais, movimento feminista, movimento estudantil e partidos. Para o diretor da ADUFPel-SSind, “o Fórum tem conseguido articular a unidade de ação no RS e é muito bem-vinda a participação de todas as entidades que se disponham a construir estas lutas em defesa dos direitos e liberdades democráticas”.

Assessoria ADUFPel

fonte: ADUFPel-SSind do ANDES-SN

Fórum encaminha mobilização contra a Reforma da Previdência e em defesa da educação no RS