GOVERNO DO PT ATACA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ESTADUAIS DA BAHIA

Os deputados baianos da bancada da base do Governo Rui Costa (PT) mais uma vez atacaram o funcionalismo público e aprovaram o aumento previdenciário de 12% para 14% na semana passada. Também aprovaram a redução pela metade da contribuição do governo para o Planserv. Os servidores estaduais da Bahia já sofrem com os constantes cortes de recursos para o serviço público e o arrocho salarial oriundos das políticas de ajuste fiscal do governo Rui Costa. Além disso, os deputados aprovaram também a extinção de órgãos como a Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), Bahia Pesca e a Companhia de Desenvolvimento Agrícola.

A grande mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras foi enfrentada com truculência pela Governo do Estado e Assembleia Legislativa da Bahia, que foi cercada pela polícia militar para impedir que os servidores públicos entrassem no prédio para manifestarem-se contrários aos projetos de Lei 22.791 e 22.795 que foram aprovados por unanimidade entre os 39 deputados presentes da base governista.

A mobilização dos servidores estaduais para enfrentar os ataques do governo se intensificará, além de assembleias que estão sendo realizadas especialmente nas seções sindicais das Universidades Estaduais, representantes do Fórum das ADs na Bahia protocolaram no início do mês uma reclamação contra o governo do estado na Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Brasília (DF). O Fórum reúne representação das quatro seções sindicais do ANDES-SN nas universidades estaduais da Bahia (Uneb, Uesc, Uesb e Uefs). Confira aqui o documento entregue à OIT: http://www.forumdasadsba.org/upload/anexos_noticias/a21446bcd9b5c3e42318f9e6e747ed84.pdf

Até mesmo a CNTE publicou uma moção de repúdio à postura do governo Rui Costa (PT), confira a moção: http://www.cnte.org.br/index.php/comunicacao/noticias/20450-mocao-de-repudio-ao-pacote-economico-e-reforma-administrativa-do-governo-de-rui-costa-aprovados-pela-assembleia-legislativa-do-estado-da-bahia.html

Para a Unidade Classista, as políticas do capital, em meio à sua profunda crise, têm trazido enormes prejuízos para a classe trabalhadora. Todas as mudanças na previdência social, sejam dos governos federal ou estaduais, somente amargam ainda mais as condições de vida do povo trabalhador. Sem contar que os direitos sociais, através dos serviços públicos, tem sido desmontados para aumentar a lucratividade dos empresários que somente ganham com os governos subservientes.

Com informações: ADUSB-SSind; ADUNEB-SSind; ANDES-SN

Foto: ANDES-SN; Ascom Fórum das ADs

GOVERNO DO PT ATACA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ESTADUAIS DA BAHIA