Unificar as lutas contra o Governo Temer e construir a Greve Geral

Nota da Unidade Classista

A política econômica do Governo Temer é desastrosa para a população e seu governo é escancaradamente antipopular. Sua base de apoio no Congresso, seus ministros e o próprio presidente são corruptos notórios. O desmonte de empresas estatais estratégicas, como das companhias Eletrobrás e Petrobrás, representa a entrega do patrimônio estatal brasileiro para a lucratividade dos empresários.

Os interesses capitalistas de acionistas da Petrobrás e grandes petrolíferas em acordo com o governo federal causam o aumentos nos preços dos combustíveis e do gás de cozinha, ocasionando uma série de prejuízos para a classe trabalhadora. A mobilização dos caminhoneiros se soma a várias lutas que estão ocorrendo pelo país, agora também incorporadas pela paralisação de 72h dos petroleiros em todo país. É preciso defender a Petrobrás 100% pública e estatal, a soberania do patrimônio nacional e os direitos da classe trabalhadora.

A resposta do governo frente ao agravamento da crise instalada no país é beneficiar ainda mais os empresários do transporte e mais repressão e criminalização aos trabalhadores e trabalhadoras que lutam por melhores condições de vida e trabalho. Somado à isso, vemos setores de estrema-direita proto-fascistas que manifestam-se defendendo ataques às liberdades democráticas que conquistamos com muita luta.

É preciso afirmar, uma vez mais, que a maioria das centrais sindicais (CUT, CTB, Força Sindical etc) continuam insistindo na política de conciliação de classe e negociatas com governos e patrões que criam barreiras para o avanço das lutas sociais. Para fortalecer a mobilização contra as políticas do governo e dos patrões, é urgente unificar as lutas em curso no país e exigir das centrais sindicais a convocação de uma nova Greve Geral. O dever de todas as forças populares, democráticas e revolucionárias neste momento é buscar unificar as expressões de revolta e indignação da classe trabalhadora, na perspectiva da greve geral contra a austeridade, o entreguismo da Petrobras e encarecimento do custo de vida provocados pelo governo ilegítimo. É assim que lutamos contra o oportunismo de extrema direita.

A Unidade Classista está, desde o primeiro momento, se somando em todas as lutas sociais em curso no país que tenham pautas de reivindicações de interesse da classe trabalhadora. Todas as categorias de trabalhadores e trabalhadoras devem levar aos seus sindicatos a construção da Greve Geral e iniciativas de unidade para enfrentar esta crise social no país.

Pela redução dos preços dos combustíveis e gás de cozinha!
Em defesa da Petrobras 100% pública e estatal
Fora Temer e Parente!
Construir a Greve Geral

Unir as lutas para emancipar a classe!
Unidade Classista, futuro socialista!

 

Unificar as lutas contra o Governo Temer e construir a Greve Geral
Classificado como: