Nota de Repúdio

A corrente sindical Unidade Classista (UC) vem a público repudiar com veemência a ação repressora da Policia – MG, que a mando do governador Fernando Pimentel (PT), reprimiu com violência e brutalidade a manifestação dos professores, que estão em greve desde o dia 8 de março e cobram do governador Fernando Pimentel o pagamento do Piso Salarial e do 13º salário, o cumprimento dos acordos assinados, o fim do parcelamento dos salários, Instituto de Previdência dos Servidores do Estados de Minas Gerais (IPSEMG) de qualidade e nomeações de concurso público. Seguindo o calendário de lutas definido pela greve, os educadores se manifestavam na BR 381, em Igarapé, quando foram agredidos pela PM com balas de borracha, bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo.
Neste sentido, repudiamos a escalada de violência por parte do Estado e do Governo Pimentel contra as organizações de trabalhadores, reiteramos a nossa irrestrita solidariedade com os educadores do estado de Minas, que a exemplo dos educadores de São Paulo, sabem que a única maneira de impedir a retirada de seus direitos é a luta. Também, convocamos a categoria a manter a greve e massifica-la até que consigamos impor através da luta uma fragorosa derrota ao governo social-liberal de Fernando Pimentel.
Os professores estão na rua, Pimentel a culpa é sua!
Por nenhum direito a menos, rumo a novas conquistas!

Unidade Classista.
Belo Horizonte
28/03/2018

http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=9917

Nota de Repúdio