Comentário sobre os dados da fome na América Latina

FSM

Termina 2017 ao mesmo tempo que e os imperialistas e suas organizações internacionais arvoram-se de uma economia mundializada que supera pouco a pouco a crise capitalista mundial, porém os próprios dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO em inglês) desmentem estas afirmações dos imperialistas e dos representantes das transnacionais, especialmente na região latino americana.

Pois bem, os dados que se referem ao fome na região da América Latina e do Caribe são reveladores. Segundo o escritório regional da FAO, a fome aumenta na América Latina e no Caribe. O número de pessoas famintas aumentou em 2,4 milhões de 2015 a 2016, alcançando um total de 42,5 milhões, segundo o Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo 2017.

Tal como dizem as publicações da FAO: “O novo conjunto de dados mostra que a fome em 2013 afetava a 39,1 milhões de pessoas (6,3% da população regional), subindo a 40,1 milhões em 2015 e alcançando 42,5 milhões em 2016 (6,6% da população regional)”.

Para o movimento sindical internacional classista, não é aceitável que em pleno século XXI haja pessoas que morrem de fome ou que não podem suprir suas necessidades básicas. Enquanto os avanços tecnológicos e científicos poderiam garantir o bem estar dos povos da região, as forças imperialistas, as transnacionais e os monopólios seguem saqueando e despojando os trabalhadores da região de suas riquezas nacionais e recursos naturais.

Portanto, a FSM reitera que a única saída para a classe trabalhadora de toda a região se encontra nas lutas por um mundo mais justo, sem a barbárie capitalista; por um mundo onde os que produzem as riquezas serão os donos dos recursos naturais. Só assim serão eliminados os fenômenos criminais da fome, subnutrição, pobreza e miséria generalizada. A FSM, por sua vez, se compromete, também no novo ano, a seguir lutando nesse sentido, até a abolição definitiva da exploração do homem pelo homem.

 

 

Extraído de http://www.wftucentral.org/a-commentary-on-hunger-data-in-latin-america/

 

Tradução: Unidade Classista

Comentário sobre os dados da fome na América Latina