Unidade Classista e MST ocupam Secretaria das Cidades em luta por moradia

Em atividade realizada na última quarta-feira (04/05), Unidade Classista – Luta por Moradia e MST ocuparam a Secretaria Estadual das Cidades no Centro Administrativo do Cambeba, com aproximadamente 1500 manifestantes da luta por moradia.

Uma Comissão foi recebida pelo Secretário da pasta, onde foi apresentada Pauta Conjunta de Reivindicações (MST e Unidade Classista), destacando-se:

Moradia para 1.000 famílias no Conjunto Cidade Jardim (Comuna 17 de Abril); Semáforo; 2.000 Fogões Ecológicos; Mercado Campo-Cidade (Reforma Agrária); Moradia para 40 famílias da Praia do Futuro no Conjunto da Cidade 2000; 87 moradias para as famílias da Comunidade Alto da Paz; Restaurante Popular; Lavanderia Popular; Creche; Escolas de Ensino Fundamental e de Ensino Médio e Profissionalizante; Posto de Saúde; Espaço para o funcionamento do Comércio Popular no Conjunto Cidade Jardim (Comuna 17 de Abril).

Na reunião o Secretário garantiu que analisaria a viabilidade de paulatinamente inserir os cadastros no Programa Minha Casa Minha Vida 3, que está reduzido devido aos cortes do Governo Federal.

Durante a negociação, um último grupo de manifestantes fora impedido de entrar no Centro Administrativo pelo Batalhão de Controle de Distúrbio Civis da Polícia Militar, ficando uma parte dentro e outra na entrada próxima à avenida que dá acesso ao Centro Administrativo

Unidade Classista e MST ocupam Secretaria das Cidades em luta por moradia